Páginas

domingo, 20 de julho de 2008

Sonho...

Sonho...
Estás comigo..
Numa rua cheia de gente...
Vejo-te sorrir como nunca
Beijo-te loucamente!
Teus olhos olham-me extasiados
Loucos de paixão
Minhas mãos procuram as tuas
Querem-te abraçar ternamente
Quero sentir tua pele
A pulsar deliciosamente
É amor o que sinto!
Será... não sei de verdade!
E tu amor, o que sentes?
No meu sonho estridente
Pássaros que cortam o ceu
Levem a minha angústia para longe!
Quero viver o meu sonho
Sentir-te, meu adorado!
Elevo desesperadamente o meu grito
Desta dor que enfim sinto
Ficas comigo, no sonho
Fecho os olhos aflitos
Quero sonhar... sonhar...
E contigo ficar!
E a ti amar!
Nesta vida partilhar o medo, o riso, o choro...
Até a morte chegar
De mansinho, depois de sonhar...
De enfim viver...
Contigo Amor!

Um comentário:

Ana disse...

Que interessa comentar duas vezes, até comentava três se fosse ecessário. Adoro este poema, a sério, não te imaginava tão romântica. Mas fico feliz sabes? Porque aqui a tua amiga apesar das adversidades da vida nunca perdeu esse sentimento, é verdade sou uma romântica e gostava muito de ser ainda mais feliz. Adoro a vida, adoro sonhar, adoro tudo o que é lindo e o amor é maravilhoso. Obrigada Carol por me proporcionares esta leitura. Um beijinho muito grande, Ana Paula