Páginas

sábado, 14 de março de 2009

Hoje, calo as palavras

Fui chegando
devagarinho ao teu olhar!
Caminhei na tua direcção
com um punhado de beijos.
Entrei sorrindo
no toque de um
sonho perdido.
Fui descobrindo
As delícias do teu abraço.
Espreitamos de soslaio
o anoitecer.
Calamos a noite
num beijo roubado
ao som de estrelas.
Agora, acabou o tempo
Calei as palavras
Ousadas, despertas!
Hoje...
Vou sentar-me numa lágrima
e guardar -te
no canto do olho,
Porque,
nunca tens tempo...

Um comentário:

Ana disse...

Está extraordinário! A noite tem magia minha querida não sabias? Faz despertar os sentidos, sei lá mais o quê, tu sabes mais dessas coisas, porque és uma jovem ainda!
De dia vejo tudo diferente, no que "toca" a sentimentos" sou mais "fria", LOL.
Esta "kota" não diz nada que se aproveite, deixa filha ela hoje anda muito feliz porque o Guga faz 3 anitos e daqui a uns meses vem um Guida. Já viste como a tua amiga está a ficar uma vóvó velhinha! LOL.
Gosto de ti Carol e apetecia-me conhecer-te para falarmos de certas coisas que não posso escrever aqui e tu ias-me também contar umas "cenas", LOL.
Porta-te mal sim? E tem um XLENTE fim-de-semana.
Jinhossssssssss