Páginas

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Saudades

Sempre que a nostalgia silenciosa
Assola meus pensamentos e os profana~
Utilizo as palavras caladas
Dou silêncios prometidos ao tempo
Ando pela esperança
Dando vivas à tristeza, repentinamente
Entro na vida alterada.
Sinetas tocam ao vento e parto ...

Um comentário:

Ana disse...

Também já tinha saudades de vir aqui e gostei de ler as tuas "saudades"
Beijinhos grandes,
Ana Paula