Páginas

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Te amo

Tenho silêncios perdidos
Em palavras guardadas no tempo.

Aridez trazida pelo vento
Mendiga do meu contentamento, almejo
Olhares que busco na noite.

Tombam caladas as amarras, onde
Atalhos calcados, sinuosos...
Numa verdade prometida
Trazem esperança sentida
Onde sonho dia após dia.


Carolina

Um comentário:

Ana disse...

Um lindo poema de amor, em que aproveitastes muito bem as letras desse amor sentido.
Beijinhos grandes,
Ana Paula